O #karatelimpo é uma iniciativa da Confederação Brasileira de Karate - CBK, visando a promoção de uma prática desportiva segura, saudável e justa para todos. Nossas ações são permanentes e consistem de, entre outros elementos, atos educativos com campanhas e divulgação de material informativo junto aos praticantes de Karate e à sociedade, além de fornecer orientações e apoio aos atletas e ao pessoal técnico de suporte dos atletas.
 

      O movimento #karatelimpo envolve a Comissão Médica, a Comissão de Prevenção e Controle de Dopagem (antidopingcbk@gmail.com) e toda a Comissão Técnica e de Dirigentes da CBK.

 

O que é #karatelimpo?

                O #karatelimpo é uma iniciativa da Confederação Brasileira de Karate - CBK (http://www.karatedobrasil.com), visando a promoção de uma prática desportiva segura, saudável e justa para todos.  Nossas ações são permanentes e consistem de, entre outros elementos, atos educativos com campanhas e divulgação de material informativo junto aos praticantes de Karate e à sociedade, além de fornecer orientações e apoio aos atletas e ao pessoal técnico de suporte dos atletas.  

                O movimento #karatelimpo envolve a Comissão Médica, a Comissão de Prevenção e Controle de Dopagem (antidopingcbk@gmail.com) e toda a Comissão Técnica e de Dirigentes da CBK.

 

O que é doping?

                Doping, ou dopagem em português, é a utilização de uma substância ou um método que é proibido no esporte por aumentar indevidamente a performance ou rendimento esportivo, causar riscos à saúde do atleta, ou por ser contrário ao espírito esportivo.  A dopagem cria uma vantagem desleal para quem a utiliza, prejudicando aqueles que buscam competir honestamente--é semelhante a tirar uma nota boa numa prova porque "colou".   A violação de qualquer regra antidopagem também é considerada doping.

                Além de possivelmente afetar o desempenho esportivo, a dopagem pode causar riscos graves à saúde do atleta.  Algumas substâncias e métodos são proibidos durante os eventos esportivos (em competição), enquanto outros são proibidos em todos os momentos (dentro e fora de competição).  Para se evitar uma violação antidoping, é preciso ter muito cuidado com o modo que se cuida da saúde esportiva, assim como ter familiaridade com as regras e normas envolvidas.

 

Quem regulamenta o doping?

                A Agência Mundial Antidoping (WADA) (https://www.wada-ama.org/en) é a entidade global que normatiza a prática do esporte limpo.  A WADA publica o Código Mundial Antidoping (o Código), que orienta atletas, organizadores, comissões técnicas, equipes médicas e outros profissionais de suporte ao atleta.  Além disso, a WADA publica, pelo menos uma vez por ano, uma Lista de Substâncias e Métodos Proibidos atualizada (a Lista Proibida).  Essa Lista entra em vigor sempre no primeiro dia do ano (01 de janeiro) e deve ser lida por todos, para que não se corram riscos.

                No Brasil, a autoridade antidoping é a Autoridade Brasileira de Controle de Dopagem (ABCD) (http://www.abcd.gov.br).  O controle de dopagem dos atletas da CBK está sob a autoridade da ABCD.

 

Sou atleta.  Como isso pode me afetar?

                O Código deixa bem claro que o atleta tem uma ESTRITA RESPONSABILIDADE sobre tudo que ingere ou utiliza.  Portanto, qualquer medicação, substância, suplemento, método de tratamento, procedimento ou semelhante tem que ser muito bem avaliado pelo atleta ANTES da sua utilização, para evitar risco de dopagem.   Para isso, o atleta pode e deve consultar seu médico.  Além disso, os atletas do Karate e suas Pessoas de Suporte podem entrar em contato com a Comissão de Prevenção e Controle de Dopagem da CBK para tirar dúvidas, via o e-mail antidopingcbk@gmail.com.

 

O que é substância proibida?  Somente remédios podem ser substâncias proibidas?

                Remédios NÃO SÃO as únicas substâncias proibidas.  Substâncias consideradas agentes de dopagem incluem medicamentos, agentes químicos, drogas (entorpecentes), entre outros.  Algumas dessas substâncias podem ser encontradas até em produtos disponíveis em lojas e supermercados comuns.  A Lista contem informações importantes sobre quais substâncias ou categorias de substâncias devem ser evitadas.  Caso você precise fazer algum tratamento ou esteja considerando utilizar qualquer medicação ou substância sobre qual tenha dúvida, consulte a Lista da WADA (link abaixo) e converse com seu médico.

 

 

O álcool é uma substância proibida?

                A partir de 2018, o álcool deixou de ser considerado uma substância proibida, não constando mais na Lista Proibida.  Entretanto, algumas Federações Internacionais e Confederações Nacionais discordaram com essa exclusão e afirmaram que irão adotar medidas de controle próprias, como uso de bafômetros.  

                O álcool afeta a coordenação motora, a visão, a rapidez dos reflexos e a percepção e resposta a situações de risco; tais alterações podem prejudicar o desempenho esportivo e, ainda, aumentar consideravelmente a possibilidade de sofrer lesões, principalmente no Kumite (luta).   A CBK recomenda que não seja consumido álcool antes de treinos e competições.

 

Meus suplementos são seguros?

                A produção de um suplemento esportivo não sofre a mesma regulamentação que vigora sobre os medicamentos.  Além disso, é comum haver suplementos sem os devidos processos de controle de qualidade de produção, havendo risco de introdução de ou contaminação com substâncias proibidas.  Portanto, os rótulos na embalagem de um suplemento podem não indicar exatamente todos os ingredientes presentes.  É comum haver casos de doping causados pelo uso acidental de produtos adulterados ou contaminados.  O ATLETA TEM TOTAL RESPONSABILIDADE  sobre absolutamente TUDO que ingere, incluindo os suplementos.  Não corra riscos!  Se você está pensando em recorrer à suplementação esportiva, consulte antes um médico do esporte , médico nutrólogo ou nutricionista.

O que é método proibido?

                Os métodos proibidos no esporte podem incluir transfusões, manipulações do sangue, infusões (como receber soro na veia), entre outros.   Para saber exatamente como ou quando um determinado método ou procedimento pode ser proibido no esporte, é preciso consultar a Lista Proibida.  Antes de realizar qualquer um desses procedimentos, converse com seu médico--você poderá precisar de uma Autorização de Uso Terapêutico (AUT) para evitar uma violação antidoping.

Sou usuário de uma medicação que se encontra na Lista Proibida.  O que devo fazer?

                Se você for atleta de competição, você poderá precisar de uma Autorização de Uso Terapêutico (AUT), preenchido pelo médico que te acompanha ou que prescreveu o tratamento.     As AUT devem ser solicitadas com antecedência de 30 dias a qualquer campeonato nacional (junto à ABCD) ou internacional (via a WKF).  Saiba mais sobre as AUT na página da ABCD (http://www.abcd.gov.br/AUT/65-autorizacao-de-uso-terapeutico).

O que é Controle de Dopagem?

                O controle antidoping é a coleta de urina ou sangue do atleta para análise.  O processo envolve a abordagem do atleta por um Oficial de Controle (DCO ou BCO) credenciado pela autoridade antidopagem responsável (ABCD, no Brasil, ou a autoridade responsável durante um grande evento).  Essa abordagem pode acontecer tanto durante um evento esportivo ou competição, assim como ocorrer em outro local, geralmente informado pelo atleta (local de treino, em casa, etc.).  Após identificação do Oficial de Controle e do atleta, um questionário é preenchido e as devidas amostras (urina e/ou sangue) são coletadas em recipientes estéreis numerados e invioláveis.  As amostras são enviadas, em seguida, para o laboratório credenciado.

                 Todo o processo ocorre sob controle do atleta.   Portanto, é essencial o atleta manter seus dados atualizados junto à CBK e no banco de dados (ADAMS), quando exigido.  Não colaborar, interferir com, ou evadir (fugir) do processo de controle são também violações das regras e normas antidopagem.

 

 

O que é ADAMS e quem precisa atualizar seus dados nele?

                O ADAMS é o banco de dados informatizado mantido pelo WADA.  Se você, atleta, em algum momento for informado pela sua Federação Internacional (no caso do Karate, a WKF) ou pela ABCD que irá fazer parte do Grupo Alvo de Testes (RTP) para a sua modalidade esportiva, precisará entrar no sistema ADAMS e fornecer as informações solicitadas.  Esses dados precisam estar sempre atualizadas; a não-atualização das informações exigidas é uma violação das regras antidoping.

 

 

Quem tem acesso às minhas informações pessoais durante o controle antidopagem?

                TODO O PROCESSO DE CONTROLE DE DOPAGEM É SIGILOSO.  Portanto, as únicas entidades que terão acesso aos seus dados serão a Autoridade Antidopagem (através do oficial de coleta) e o atleta.  Os dados do atleta não são fornecidos ao laboratório de análise.

 

 

Sou técnico/médico/outro integrante da Comissão Técnica.  Como posso ser afetado?

                As regras de antidoping não se aplicam somente aos atletas.  Existem uma série de normas que se aplicam à equipe técnica toda, além de qualquer indivíduo que possa ser considerada Pessoa de Suporte para o atleta.  Administração e posse de substâncias ou métodos proibidos, cumplicidade com o doping e tentativa de interferir na coleta de amostras são apenas algumas das violações por quais uma Pessoa de Suporte poderá ser punida.  É importante TODOS os envolvidos com o atleta e com o esporte conhecerem o Código e saberem consultar a Lista. 

 

Quais são as penalidades para as violações das regras antidoping?

                O Código descreve as diferentes formas em que pode haver uma violação das normas antidopagem, além de descrever as penalidades correspondentes.  Essas podem variar desde notificações e advertências, até suspensões e perdas de medalhas, títulos ou outros resultados desportivos.  Em casos graves, o atleta pode ser banido definitivamente do esporte.  As penalidades impostas não são exclusivas a atletas--um integrante da comissão técnica, médico ou Pessoa de Suporte também pode ser punido.

 

 

Não sou atleta de competição.  As regras de dopagem me afetam?

                SIM!  O #karatelimpo não visa somente proteger os atletas de competição.  TODO PRATICANTE DE KARATE, assim como qualquer pessoa que visa o esporte ou o exercício físico como um caminho para uma vida saudável, pode e deve aderir ao movimento #karatelimpo.  A dopagem não causa somente riscos para atletas esportivos, mas também é um importante problema de saúde pública em nossa sociedade.  A luta contra o doping dentro e fora do esporte é um dever de TODOS!

 

Conheça mais sobre as normas e controle antidoping:

Agência Mundial Antidoping (WADA): https://www.wada-ama.org/en

Autoridade Brasileira de Controle de Dopagem (ABCD): http://www.abcd.gov.br

Lista de Substâncias e Métodos Proibidos (em português):  http://www.abcd.gov.br/lista-substancias-metodos-proibidos

Lista de Proibidos (em inglês): https://www.wada-ama.org/en/content/what-is-prohibited

Código Mundial Antidoping (em português):  http://abcd.gov.br/codigo-mundial-antidopagem  (última versão: 2015)

Código Mundial Antidoping (em inglês):  https://www.wada-ama.org/en/resources/the-code/world-anti-doping-code  (última versão: 2015)

Direitos e Deveres dos Atletas no Controle de Dopagem:  http://www.abcd.gov.br/perguntas-e-respostas/243-direitos-e-deveres-do-atleta

Autorização de Uso Terapêutico (ABCD):  http://www.abcd.gov.br/AUT/65-autorizacao-de-uso-terapeutico

Autorização de Uso Terapêutico (Therapeutic Use Exemption [TUE] – WKF):  https://www.wkf.net/pdf/wkf-tue-form-2015.docx

ADAMS (ABCD):   http://www.abcd.gov.br/atletas/nacional/adams

ADAMS (WADA) (inclui um vídeo de treinamento, em inglês): https://www.wada-ama.org/en/adams

Página de informações Antidoping da Federação Mundial de Karate (WKF) (em inglês): https://www.wkf.net/ksport-anti-doping.php

 

__________

Responsável técnica pelo informativo:

Soujanya T. Naidu, Médica - CBK

Conselheira Antidoping Certificada pela UKAD

 

Comissão de Prevenção e Controle de Dopagem - CBK

antidopingcbk@gmail.com